Se Liga

Ao assistir o programa A Liga, na Band, ontem à noite, vi coisas legais e que me chamaram a atenção. Comer inseto tudo bem, mas beber xixi, vá tomar no… Vi também um rapaz dizendo que já tinha dado beijo “triplo” e que achou demais. Ele um amigo e uma menina. Tá bom. Se quer dar pro amigo, por que não assume de vez? Fica com essa onda de modernidade quando no fundo quer mesmo é bronzear a rosquinha. Noto que o sexo continua sendo uma coisa do outro mundo, embora comum, quando na verdade é só uma prática, bem gostosa diga-se de passagem, entre duas pessoas, ou três, ou quatro, sei lá. Mas não é só isso. Existe algo que essa geração “trepa-que-é-a-porra” não está preparada. Aliás é totalmente analfabeta: o emocional. Diante de qualquer situação de teor emocional complicada, esses mesmos libertários do sexo tornam-se imbecís do sentimento. Todo mundo sabe trepar, mas poucos sabem amar. E isso é o mais importante numa relação. à parte os cotornos corporais que nos excitam visualmente, é só o amor e seus derivados que nos conduzem por caminhos de conquista, satisfação e felicidade. Na real, buracos são só buracos. Úmidos, gostosos, apertados, melados, mas são só buracos. O olhar de alguém que te ama na hora do sexo é algo que não se esqueçe. Seu gemido penetra em seu cérebro e ecoa por todo o corpo. Trocar fluídos, carícias, apertos, beijos…tudo isso deve ser parte de um sentimento. Moleques tem o prazer de trepar, sem dúvida. E as meninas descobriram o prazer de dar, claro é seu direito também. Não dá para negar que é bom, para ambos. Penetrar e ser penetrado é demais, é doce, é salgado, é agridoce. Mas, e sempre tem o mas, é preciso evoluir. Dá para trepar à vontade? Dá. Mas que tal crescer emocionalmente, psicológicamente, humanamente? Pense bem.

p.s.: Ao invés de contar feito um(a) pateta as mulheres ou meninos que já beijou hoje, que tal prestar um pouco mais de atenção em seus olhos e em seu abraço?

 

Então toma !

A Ferrari vai dar um novo chassi para Felipe Massa no próximo grande prêmio da Malásia, para que as dúvidas de que o carro de Alonso é melhor sejam inteiramente desfeitas. Ou seja, um “Cala boca Felipe!”. Torcida à parte, não dá para comparar pilotos de categorias distintas. Senna, Schumi, Alonso, são pessoas de um outro nível. Nâo dianta ficar bravinho, tristinho ou qualquer outra situação que não seja trabalhar duro e coadjuvar. Esse é o trabalho de Massa e ele não vêm fazendo.

p.s.: vamos ver o que passa na Malásia para sentir quando o bilhete azul vai chegar…

Anúncios