Brasil X Brasil

Temos visto há oito anos uma disputa silenciosa entre dois Brasis, um que produz outro que consome. A indústria do assistencialismo tem se tornado um tumor no tecido social do país. Uma legião de vagabundos vem se aproveitando da boa vontade e do mal caratismo oficial para drenar recursos valiosos do orçamento em favor do sustento de uma conhecida má intenção patriótica. É visível um cem número de cidades do nordeste, só para dar um exemplo, em que seus moradores vivem nos bares o dia inteiro por conta do bolsa-família. As empresas agrícolas e tantas outras não conseguem arregimentar mão-de-obra, pois ninguém quer abrir mão de receber o benefício para trabalhar, ou seja, o que era para ser um incentivo virou um veneno a mais na índole do brasileiro, que já não é tão fanático assim por trabalho. Essa será a grande herança de governo do PT e do senhor lulla: um país dizimado pela idéia de que alguns merecem tudo o que o governo pode lhes dar e outros têm mais é que trabalhar para eles.

p.s.: a igualdade de direitos no comunismo leva qualquer pessoa a morrer de inanição, porque subverte a essência humana e a transforma em mero objeto decorativo no processo produtivo…

Anúncios

Vergonha Republicana

O senador romero jucá, lider do bando, ops., do governo, diante do pedido de urgência do projeto “ficha limpa”, em que meros quase dois milhões de pessoas pedem um pouco mais de decência no legislativo, vomitou irritado:  “…esse projeto ficha limpa não é do governo; é da sociedade…”. É óbvio  nobre senador, jamais um projeto que traz em sua essência um pouco de moralidade, certo não viria dos ditames do governo dos petralhas. O senhor jucá, velho conhecido de outras falcatruas, é da turminha dos políticos que exercem o mando com se o país fosse o seu curral. Não há dúvida que a maioria dos imbecís do país está vendado de razões e continuará a votar nos petralhas, porque são irmãos de alma. O Brasil está caminhando para um poço cheio de lama, sem corda para emergir. Dá vergonha ver o dia-a-dia de Brasília, que torno-se o antro sucessor da corrupção, como foram salvador e rio em priscas eras. Li hoje num blog as razões do surgimento do terrorismo de direita. Estamos bem avançados nesse caminho, pois está impossível concordar com toda essa corrupção e a tentativa de tomada do Estado pelo PT. Certo não demora teremos novidades…

p.s.: nada disso espanta mais, afinal um país onde o bolsa-família forma uma legião de vagabundos com sotaque ao invés de ser uma alavanca para uma vida melhor, nada pior é possível esperar…

Tem peixe no puçá e eu nem pesquei…

Recebi um e-mail em que um amigo me conta uma história triste, muito triste. O Sinditêxtil lá do Ceará fechou um acordo com o governo para a formação de costureiras em vista de sua constante demanda por mão-de-obra. Bem, o governo exigiu que fossem formadas 500 costureiras que recebiam o bolsa-família, e somente essas. O acordo foi fechado dentro das seguintes condições: o governo entrou com os recursos, o Senai com a formação técnica e o Sinditêxtil com as vagas para empregar as novas costureiras. Pois bem, o curso foi concluído e o cadastro das costureiras enviado às empresas. Resultado do número de contratações: ZERO. Nenhuma delas quis ser contratada com carteira assinada porque iria perder o benefício do bolsa-família e elas não admitiam perder o bolsa-família, a não ser que as empresas pagassem por fora, o que nenhuma empresa aceitou. Moral da história: O senhor lulla criou uma legião de pessoas sem dignidade, pessoas que não querem trabalhar pelo seu sustento.

p.s.: um outro amigo que é de uma cidade lá de Alagoas, foi passar férias em sua cidade e encontrou os bares lotados de homens jogando dominó, carteado, palitinho e, claro, tomando cachaça. Ele entrou no bar e perguntou por que tanta gente ali sem trabalhar? Ao que lhe foi dito: “todos aqui estão recebendo o bolsa-família”. Nisso, alguns se levantavam e diziam: – “vamos almoçar e depois nos encontramos aqui para continuar”. Meu amigo voltou estarrecido com o que viu. E nós por aqui estamos estarrecidos já faz muito tempo…