Arquivo para judiciário

Ordinários, marchem!

Posted in Atitude, Atualidades, Comentário, Eleições, Lava-Jato, Mídia, Notícias, Opinião, Polícia, Política with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on 18/09/2017 by Carlos Baltazar

31837_resize_620_380_true_false_null

As Forças Armadas constituem a base da segurança e legitimidade dada aos governos eleitos democraticamente no país. Mas quem conhece um pouco a comunidade de informações militar sabe que esse é um recado dado, por quem sabe se fazer entender. O atual ministro do Exército é um almofadinha, que tenta liderar a força, desde os governos do PT, com um discurso de intelectualoide três estrelas. O general do Exército da ativa Antonio Hamilton Martins Mourão, que já foi Comandante Militar do Sul, foi transferido para Brasília, porque os petistas ficaram amedrontados com seu discurso e sua força militar, que poderia marchar até a capital. O medo de represálias e outros fatores, fizeram Lula e Dilma nomear fantoches para o comando das forças armadas, afinal eram guerrilheiros intelectuais e assassinos que estavam a comandar o país. Mas essa prática de enfraquecimento iniciou-se com FHC e sua didática de gestão Comunista Fabiana. Com ele as forças militares começaram a amargar cortes sucessivos de recursos, projetos e espaço. Lula seguiu seu padrinho e continuou o sufocamento e o desmonte militar. Dilma, o fantoche de Lula, seguiu suas ordens. E os comandantes militares dos petistas chegaram ao cúmulo de permitir todo tipo de interferência dos petistas em suas forças que, até mesmo há uma investigação sobre a presença de um dos filhos de Lula no recebimento de propina por conta da compra dos jatos de guerra SAAB-Gripen.

Não adianta negar que a política no Brasil faliu, por culpa da corrupção e pela inabilidade dos políticos. E pior, seu destino está nas mãos do Judiciário brasileiro. Quer coisa pior? Uma das piores elites que este país já produziu, e que se perpetua há quase 500 anos. Muitas das grandes fortunas deste país foram feitas por decisões judiciais duvidosas e por ações ilegais amparadas por essas mesmas decisões. Claro que o nível de corrupção no judiciário tem outro patamar, talvez um pouco mais próximo do que pudemos ver nos últimos noticiários, com os irmãos Batista. E os governos do PT trouxeram um agravamento absurdo no perfil desse judiciário que vemos hoje. Um poder ainda mais descolado da corrupção no Brasil e de sua sociedade. A ponto de termos uma Corte Suprema integralmente politizada. Não é à toa o recado do General Mourão aos senhores do judiciário brasileiro. A bola está com eles.

general mourão

O PMDB, desde sempre fiel escudeiro do PT, portanto igualmente corrupto, ou pior, tem mostrado que o país está na mão de bandidos. Temos presidente para dizer que temos, simples assim. Tal qual seu irmão de eleição, o PMDB possui também seu núcleo político-criminoso. E o chefe, segundo a Polícia Federal, não é ninguém mais do que mais um Presidente da República. Desde a “redemocratização” todos os presidentes do Brasil estiveram e estão envolvidos com corrupção. Isso é uma temeridade. É uma blasfêmia contra o povo humildade e pobre do Brasil. A corrupção não é exceção, mas pratica corriqueira no Brasil.

O que fazer, mudar novamente a capital do pais, como ocorreu há algumas décadas ou estabelecer leis capitais para tais senhores? Quando no Rio a corrupção estava igualmente endêmica, às raias da indecência pátria. Brasília foi um sonho que Juscelino perpetuou com um custo que até hoje a previdência não consegue suportar. Muitos ficaram milionários, inclusive o chefe do clã dois Batista, que vendia carne para as empresas que construíam a capital. Não poderia mesmo dar certo. Brasília já nasceu sob a égide da corrupção e da junção de capitães do mato, jagunços, coronéis e pistoleiros. E ainda hoje o é. Vez ou outra vemos lá um deputado ou senador nomear outro como “vossa excelência é senhor de jagunços”. Como pode dar certo?

Se acaso as Forças Armadas tomarem o poder novamente em suas mãos, será uma catástrofe, não pelos efeitos dessa própria ação, mas pela definitiva e patente incapacidade dos brasileiros civis em conduzir seu próprio destino, com decência e nacionalismo. Comunistas, Socialistas, Liberais, Democratas, todos frouxos em seu patriotismo e canalhas em suas ambições. Destruir as chances de construir uma Nação de verdade, pelo preço medíocre de serem mais ricos, num país de miseráveis. Pecado Capital, sem perdão. Deveriam ser julgados numa corte militar ou pelo próprio Deus em pessoa.

Anúncios

Reta Final

Posted in Atitude, Atualidades, Comentário, Eleições, Esporte, Notícias, Opinião, Política with tags , , on 16/03/2012 by Carlos Baltazar

Começaram os treinos oficiais. A coisa tá meio confusa, mas vai dar a lógica. E a lógica é Felipe Massa atrás dos principais. Ponto. Mas quem sabe em 2013 podemos ter boas novidades com Felipe Nasr. Parece que o menino com 19 anos é bom, por isso Ferrari e McLaren já estão disputando seu passe. É nossa esperança de ver o Brasil novamente na ponta da Fórmula 1. Não é brincadeira não. Quem viu Piquet e Senna na pista ver Rubinho e Massa, putz…

p.s.: continuo desejando muita sorte para Bruno Senna…

 

Suiços, esses trouxas…

Em recente plebiscito, 66,5 % dos Suiços rejeitaram o direito de ter mais duas semanas de férias por ano, por entenderem que isso seria ruim para a economia do país. Eu sinceramente não acredito nisso. Esses Suiços são uns otários mesmo. Vejamos nosso exemplo. Nosso poder Judiciário possui férias quase permanentes, e recebem polpudos salários além do que os demais brasileiros, até auxílio moradia mesmo que more na mesma cidade que efetivamente resida. Alíás, alguém poderia me dizer para que serve de verdade um desembargador? Se é só para “reformar” decisões de juízes, para que afinal servem os juízes? Mas voltemos ao assunto férias. E os nossos parlamentares? Dezembro, janeiro, fevereiro e julho de férias, todos os anos. Salários? Décimo terceiro e demais benefícios trabalhistas para quem não trabalha. Veja porque os Suiços estão na pindaíba e nós estamos nadando em dinheiro. Esses Suiços não sabem mesmo viver bem. Aliás onde é mesmo que fica essa tal de Suiça???

p.s.: até mesmo num país com a Polônia, um metalúrgico demagogo e populista como Lech Walesa foi defenestrado. Aqui o nosso demagogo e corrupto foi mitificado…ô terra de picaretas a nossa…

Ilegalidade Consentida

Posted in Atitude, Atualidades, Eleições, Opinião, Política with tags , on 18/08/2010 by Carlos Baltazar

O Brasil vem vivendo uma permissividade legal há muito, sem que ninguém interfira ou tome partido pela legalidade, nem mesmo quem deveria resguardar seu valor e essência. E mesmo incentivar o respeito aos seus preceitos éticos e morais. A ilegalidade consentida pelas instituições de poder e por elas praticada pode gerar, e certo deverá, o desrespeito generalizado às leis e ao estado democrático do direito. O Pode Judiciário hoje tão permissível, permeável a interpretações divididas e ações mancas, será o primeiro a ser ceifado de muitas de suas prerrogativas e liberdades. Poucos conhecem a infâmia que nutre a esquerda e suas mentirosas propostas. Comunistas não reconhecem a verdade como valor humano ou ético, mas usam-na como instrumentos de seus propósitos mais odiosos. Enganam o povo que lhes dá voz, enganam os incautos que lhes dá alguma legitimidade, enganam a si próprios fazendo muitos dos seus inocentes úteis a favor de um projeto de cerceamento da liberdade, já em curso no Brasil. Não sou arauto da desgraça, sequer uso o expediente do medo contra indecisos inocentes da pátria. Mas nosso caminho será muito difícil daqui para frente, talvez tenhamos que lutar por aquilo que nos é direito, pela liberdade que nós conseguimos, não eles, que tanto vomitam seu papel na história. Sua história é vergonhosa, como vergonhosos são os militantes dos ideais de outrora, que hoje pedem seu quinhão de dinheiro pelos serviços prestados em favor do terrorismo plantado, mercenários, sim. Mercenários dos ideais, da lisura, da ética, da democracia. De certo teremos de enfrentá-los, como eles dizem que fizeram. Tudo bem senhores, estaremos a postos.

p.s.: a herança de lulla e do PT será a mais nefasta que alguém na história deste país já legou aos seus conterrâneos: corrupção, falta de ética, roubo, mentira, quebra do estado de direito, tentativa de subverter a democracia, e disso, quiçá uma guerra civil, mais adiante.

p.s.1: recebi alguns comentários de um “petiz” da esquerda, que gosta de zombar daquilo que não conhece. Seu mundo é virtual, em blogs e sites que imitam a vida, só que a vida não é virtual. Esse não conhece o que é cerceamento de liberdade, unhas arrancadas com alicate e balas na cabeça. A idéia juvenil de vida desses moleques de hoje resume-se a contabilizar o número de beijos e trepadas nas meninas sem respeito por sua fama. A consciência política é algo para os “velhos” que possuem um pouco de informação e noção de história. As opiniões que infelizmente eu preciso postar neste blog não são opiniões de um velho oficial da PM Paulista, mas antes, a de um jovem que começou a amadurecer vendo seu país nas mãos de aloprados, ladrões, corruptos e criminosos. E esses, logo mais, farão os moleques da nova geração sentir falta de todos esses recursos que estão sendo roubados de nós. Seu trabalho está em jogo, seu futuro está em jogo, sua vida miserável está em jogo. Acorda otário. Os babaquinhas da nova geração ainda estão felizes, imaginando que a vida é o conforto da casa dos seus pais. Não é, se liga, que não é.

 p.s.2: A burrice e a imbecilidade são prerrogativas daqueles que não se importam com o futuro que parece ser dos outros, mas é nosso.

PECados Republicanos

Posted in Atitude, Opinião, Política with tags , , , , on 19/01/2010 by Carlos Baltazar

Um dos maiores absurdos institucionais vem acontecendo em nosso país sem que seus atores venham explicar o que não pode ser explicado. Recentemente o Congresso aprovou a PEC dos precatórios com a maior cara de pau do mundo. Mas o que é isso afinal? Resumidamente os senhores congressistas autorizaram o Poder Executivo (leia-se governo federal, estados e municípios) a não pagarem ações judiciais decididas em que esses entes federados perderam. Vamos a um exemplo: o sr. paulo maluf, lá pelos idos de 1984 deixou de aplicar um percentual de reajuste aos salários dos funcionários previsto em lei. O resultado foram quase 100 mil ações na justiça que entupiram o STF. Ganharam todas, mas até agora uma boa parte não recebeu seu “precatório alimentar”. A justiça determinou e ninguém cumpriu. Está todo mundo dando de ombros à justiça. E pior, o congresso com essa lei decretou: “pague como quiser e quando puder”. A desmoralização do poder judiciário vem de longa data, e diante disso porque temos que aceitar suas decisões se quem deveria dar o exemplo de seguir leis e decisões não segue? Nome do grande articulador do desrespeito: Gilberto Kassab. Que tal questionarmos os tributos municipais e suas mal fadadas leis? O Kassab, ex-futuro-pré-candidato a governador, mostra toda a sua harmonia com o sr. maluf, pois era seu secretário. Podia ter ido levar kibe para ele também lá na cadeia, ou vice-versa.

p.s.: por que a intervenção não é usada aqui com mais rigor ?

Judiciário de joelhos…

Posted in Opinião, Política with tags , , , on 30/11/2009 by Carlos Baltazar

É revoltante ver a Justiça do nosso país entregue às piores práticas que poderíamos prever. Outrora, tão preocupados com sua extirpe, juizes, desembargadores e promotores procuravam manter uma conduta ilibada e todos os seus penduricalhos. Hoje isso acabou. Já tivemos até presidentes de tribunais superiores afastados por envolvimento com traficantes, quem dirá os de primeira instância. A corrupção campeia no judiciário como em qualquer lugar onde for possível se corromper. A corrupção no governo federal e no congresso é escandalosa, e os desmandos legais são gritantes. Cadê aqueles promotores que tanto gritavam na época de FHC? Ou se refestelam hoje nas benesses petistas como muitos? O último golpe na justiça foi a PEC dos precatórios, que mandou todas as decisões judiciais para a lata do lixo. E por favor senhores juízes, calem a boca! Permaneçam em seus palácios até que os representantes do povo os tire de suas confortáveis salas e guilhotine vosso imenso poder.

p.s.: a mais humilhante cena de subserviência jurídica ocorreu à pouco no julgamento de extradição do criminoso italiano, em que o STF mostrou gaguejante seu aparelhamento político. Tudo isso mesmo sem o voto do advogado do pt…

O Palácio é delles mas a Praça é Nossa

Posted in Atitude, Atualidades, Opinião, Política with tags , , , , , on 24/08/2009 by Carlos Baltazar

Anote esse nome: Gilmar Mendes. O futuro político de grandes(sic) figuras do pt está nas mãos deste senhor tão cioso pelo STF quanto por suas bromélias de plástico. O judiciário deste país está, como tudo o que se envolve com política de partido e de governo, sendo cooptado em sua essência mais importante: a honestidade. Palocci está se livrando de Francenildo. Mas quem esse Francenildo pensa que é para interromper a carreira de um ex-pré-futuro candidato à presidência da república(sic)? Esse cara é um bosta qualquer, que mané sigilo bancário é esse? Pobre não tem que ter sigilo bancário, mále-mále um escondidinho bancário e olhe lá. É isso aí! Dá-lhe Gilmar Mendes, mostra bem do que o judiciário é capaz quando tem uma missão.

gilmargilmarmendes1separados pela instituição (me perdoe o humor)

p.s.: a democracia prescinde de um judiciário isento, altivo e responsável, não dá para ser um poder pária-pátria, data venia…