Arquivo para lixo

Ô Gari, limpa aqui !

Posted in Atitude, Comentário, Eleições, Notícias, Opinião, Política with tags , , on 16/05/2012 by Carlos Baltazar

O sindicato dos trabalhadores em limpeza urbana em São Paulo vai pedir ao “prefeito” Gilberto Kassab (guarde bem esse nome) para que faça uma campanha a fim de pedir às pessoas que parem de jogar lixo nas ruas da cidade. Vejam caros leitores, leitoras e GLBT’s, a que ponto chegamos em nossa cidade. O “prefeito” ao invés de administrar a cidade, vive correndo atrás do seu PSD, do fundo partidário e da campanha do seu companheiro José Serra. Até quando iremos eleger pessoas assim para cuidar do elementar bem estar social. Pior, você acha, mesmo que possua apenas parcela significante de neurônios, que o tal do Assad, ex-diretor de aprovações de imóveis na cidade, tinha relamente todo esse poder sozinho? Por acaso quando há carniça não há coiotes? Só ingênuos acham que o “prefeito” está fora disso…

p.s.: e o Cabral, do quase extinto Rio de Janeiro, que editou um Código de Conduta da Administração Estadual…é um piadista de quinta categoria…

Cadeia é pouco

Posted in Atitude, Consumidor, Denúncia, Notícias, Opinião, Polícia, Política with tags , , , on 10/03/2010 by Carlos Baltazar

Com certeza um vagabundo, ou vagabundos, que realizam uma cena deprimente como essa em frente ao Parque do Ibirapuera, não são paulistanos e não moram na cidade. Devem morar em algum fétido local, possuir uma fétida vida, uma fétida família e, certo, terão um fétido futuro. É inacreditável que os legisladores deste país e os lídimos aplicadores das leis não pesem seus olhos na direção desse lixo irresponsável. Estamos aguardando atitudes administrativas, policiais e judiciais.

p.s.: torna-se cada vez mais escândalosa a impunidade neste país…

Carnis Valis

Posted in Atitude, Atualidades, Notícias, Opinião, Polícia with tags , , , , , , , , , on 18/02/2010 by Carlos Baltazar

Peço humildes desculpas aos meus fiéis leitores pelo sumiço carnavalesco forçado, antes do qual nem me despedi. Mas problemas corriqueiros subtraíram da sexta-feira o pouco de tempo que me sobrava para postar. Retomo com algumas impressões do carnaval. Não vi TV, apenas duas morenas gordas, cheias de celulite e gastas pelas farras, numa escola de samba de São Paulo, desliguei. Gaviões corinthianos de sempre duvidosa estirpe, como sempre, aprontando. Chegando a capital na quarta, fim da tarde, encontrei várias luzes na cidade apagadas, alagamentos, lixo e muito descaso. Parece discurso da velha marta suplicy (aliás, cadê o favre, aquele que gosta de bater em mulher?), mas não é. A cidade está entregue às moscas, esse moço feliz que está no cargo de prefeito é uma completa decepção do ponto de vista administrativo, foi só uma falsa impressão. É pena que continuem a fazer isso com esta cidade. Aguardem a próxima eleição para ver o fim do prefeito e do presidente da câmara.

p.s.: o culto ao carnaval é bem compreensivo, é coisa de brasileiro mesmo. Mas as escolas de samba sempre foram grêmios patrocinados pelo jogo do bicho, depois pelo tráfico de drogas, tráfico de armas e agora pelo crime organizado mafioso. Essa história de comunidade é papo furado, quem manda são os bandidos que vivem lá…

Feira Moderna

Posted in Atitude, Atualidades, Opinião, Política with tags , , , , , , , , on 04/01/2010 by Carlos Baltazar

A sanha de arrecadação do prefeito de São Paulo está ficando cada vez mais aparente. Depois de ter sido convencido por Serra de que não seria candidato a governador, ele resolveu que arrecadar mais é uma boa idéia. E tome aumento escabroso de IPTU, tarifa de ônibus e a jóia da coroa: mudança das contas da prefeitura do Itaú para o Banco do Brasil, beleza hein? Bem, enquanto isso, depois da saída de Andréa Matarazzo, a cidade está largada, mato e buraco por todas as praças, ruas, monumentos, é uma vergonha, como diria o padrinho dos garis, boris casoy. Apenas uma dica para a assessoria de nosso alcaide: no fim do ano passam pelo complexo anchieta-imigrantes quase meia São Paulo, pois bem, a gente vê até o fim das rodovias polícia rodoviária e militar estadual, mas não vê depois nem ordem, limpeza ou um carro sequer da guarda metropolitana. Nem saber fazer média sabe. Amadores da administração, profissionais do dinheiro público.

p.s.: nessa feira moderna pode até vender acarajé ou só se vestir de baiana mesmo…

Lixo, cultura popular…

Posted in Atualidades, Opinião, Política with tags , , on 16/12/2009 by Carlos Baltazar

Andar pelas ruas do centro de São Paulo é um exercício de tolerância a qualquer virtude cidadã. Os garis, profissão em desuso em qualquer país meramente civilizado, correm de lá pra cá com suas vassouras para aliviar nossos olhos do lixo que as “pessoas” jogam na rua. Seus olhares são um misto de preocupação, perplexidade e desânimo, pois daqui a pouco tudo estará sujo novamente. É incrível como o padrão de incivilidade aproxima aqueles que não sabem a que vieram. Une letrados e analfabetos, nativos e estrangeiros, homens, mulheres, velhos e crianças. O discurso é sempre o mesmo: não tem lixeiras aqui! Ora vão pro inferno, levem no bolso, na mochila ou depositem junto ao seu esterco pessoal. Enquanto tivermos como medida de civilidade e urbanismo a feira de Caruaru vamos viver esse absurdo que vemos por aí todos os dias.

p.s.: acho que seria de grande valia se “Sua Temeridade Santíssima” aproveitasse sua grande ascensão sobre os oprimidos, desprovidos, lunáticos e mal intencionados, para fazer um apelo com todo o seu vernáculo epopéico, para que esses não façam das ruas um paralelo do que devem ser suas mentes e seu caráter…