Arquivo para natal

Significados

Posted in Atitude, Atualidades, Comentário, Eleições, Mídia, Notícias, Opinião, Política, Religião with tags , , on 26/12/2011 by Carlos Baltazar

Meu prazer em ler artigos antigos me faz saborear visões que nem sempre eu teria lendo apenas as mais recentes. Ao longo dos pronunciamentos políticos, ouvimos tanta besteira que é difícil ficar ileso ao mau-caratismo nacional. Mas lendo algumas dessas infâmias, é possível enxergar algo de bom para nós humildes vassalos do poder republicano de poucos e mal intencionados. No momento assistimos boquiabertos uma guerra pública entre os que desejam uma Justiça em favor do cidadão e, lamentavelmente em maioria, os que querem a Justiça ao seu serviço e comodato. Fazem coro do segundo grupo o STF, associações de juízes e outros pirilampos da corrupção. Mas lendo uma entrevista do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, na revista Brasileiros(que considera Lula o deus da redenção republicana nacional), edição de outubro de 2010, leio uma frase carregada de simbologia, que descrevo abaixo:

“…E a relação do Executivo-Parlamento precisa ser revista. Compreender que estamos no mais amplo período democrático da vida republicana e que, portanto, chegou o momento de devolver o Estado à sociedade, ao cidadão que paga tributos, que deseja um Estado que funcione, que resolva os seus problemas,…”

Mais uma frase, desnuda de outro significado:

“…Podemos ter divergências, mas é óbvio que estamos mais próximos do Aécio(Neves) do que outros que estão na base de sustentação do governo. Por que não dialogar? Por que não se aproximar? Acho que a sociedade deseja isso e, às vezes, a falta de diálogo faz com que determinado conjunto, que não tenha os mesmo valores, se fortaleçam e vivam exatamente da ausência desse diálogo.”

Bingo, senhor governador. Essas são as atuações que nós, pobres insolventes do poder público que “emana do povo…etc., etc., etc….” esperamos de nossos representantes nos poderes constituídos. Veja bem, eu disse “nossos representantes”, não “donos do poder”. É hora sim de tomarmos novamente o poder para a sociedade. Aproveitando as cerimônias natalinas, é hora de “expulsarmos os vendilhões do Templo”. Nasce uma nova esperança em nosso país, a esperança de que todos nós possamos um dia mudar os rumos de nossa própria vida, escolher caminhos, desfrutar das benesses que nossa pátria pode nos legar. Os reis magos são importantes, sim, mas curvam-se diante do menino da manjedoura, nascido em meio às agruras da vida, personagem mais importante, verdadeira razão da existência, da história de um povo.

 

p.s.: até mesmo nos mais humildes recantos é possível enxergar a esperança…

Anúncios

Espíritos, Natal e Rabanadas

Posted in Atualidades, Comentário, Mídia, Religião with tags , , on 24/12/2011 by Carlos Baltazar

A longa distância entre homens e sua essência tem provocado os mais insanos desvairos. Em datas como o Natal é possível ver que a sensibilidade do homem para com sua própria existência simplesmente não existe. À parte histórias e religiões, o que conta são ensinamentos que deixamos de entender e produzir. Os sábios, desde os mais remotos tempos, eram pessoas que se dedicavam a pensar em nossa existência. Nos deram rumos e rotas, caminhos partilhados por nós até hoje. Hoje formamos técnicos, doutores nas mais diversas áreas do conhecimento, menos no seu próprio. E eu não falo de filósofos, sociólogos, antropólogos, psicólogos, mas de pensadores que devotam seu precioso tempo em nos apresentar saídas e formas de viver. Será que os sábios de hoje em dia naufragarão em sua própria insensata tecnologia? Tudo o que se pensa hoje em dia é inovação tecnológica, não inovação humana. Acho que hoje é uma noite importante para pensarmos em meio a espíritos e rabanadas o que a humanidade realmente quer para o futuro de seus descendentes. As gerações passadas nos deram o que consumimos hoje. O que nós iremos dar para a próxima?

p.s.: desejo que a mente humana, tão fecunda, escolha caminhos felizes para essa nova etapa humana…

São Paulo, surpeendente !

Posted in Atualidades, Fotografia, Mídia, Notícias, Opinião with tags , , on 23/12/2011 by Carlos Baltazar

Natal na Paulista

Estrelas da Fiesp

Natal sustentável do Conjunto Nacional e azul do BB

Natal na floresta

Natal encantado da Fábrica de Brinquedos do Itaú

 

Aos meus caros leitores, inclusive os desafetos, um Natal repleto de alegrias e esperança. Que o nosso Brasil  consiga expurgar seus males na política, na justiça, nos governos e nos legislativos. Saúde, Paz e Democracia para todos os povos oprimidos por ditaduras e ditadores que se julgam reis da razão e do poder. Não o são. Feliz Natal !!!

Peru e outros bichos

Posted in Atualidades, Religião with tags , , on 24/12/2009 by Carlos Baltazar

Apesar dos desencantos extras, todo Natal é Natal, um pouco de esperança nos homens e naquilo que o Patrono da Sabedoria mostrou, da maneira mais simples, com os termos mais modestos, que somos um tanto burros, por assim dizer, quando se trata de nossa própria existência. Teimamos sempre em ser mais espertos que outros, levar vantagem sempre e se der porque não um pouquinho de maldade…Acho que Emanuel chegou para pôr a nú todas essas nossas espertezas. E olha, pôs mesmo. Tantos hipócritas desmascarados, tanta realeza repleta de fungos e nada ficou por ser dito. De uma simples moeda à mais violenta forma de relacionamento humano. Todos ficamos expostos em nossa pequena condição humana, Mas também vencemos com honra toda a mentira por detrás dos doutos homens de razão. Tornamo-nos humanos mais permeáveis à existência de um Deus, ainda que muitos hoje julguem-se semideuses das suas próprias verdades e teimem em nos massacrar com elas, como se absolutos fossem. Mas brindemos com razão aos insanos, brindemos com alegria aos ogros, façamos rir, façamos chorar, vivamos esta data que marca uma época da mais alta simbologia humana, quando todos se enchergaram homens.

Acho que nada mais deve ser dito depois dele, porque esse sim é o “cara”…

Natal dos desafetos

Posted in Opinião, Sacanagem with tags , , on 22/12/2009 by Carlos Baltazar

Este de verdade foi um ano muito complicado. Mudanças, decepções, desilusões. Acredito que 2009 começou antes do fim de 2008, com péssimas notícias. Tentei mudar, mas estava difícil, os obstáculos em que as pessoas se transformam às vezes é inexpugnável para os comuns, principalmente esses que não criam artimanhas. Tolo, talvez fosse. Mas da mesma forma como veio foi, muito mais cedo do que esperava. E hoje eu quero desejar um feliz natal aos meus desafetos. Sim, não aos amigos, mas os desafetos. Porque sequer atenderei seus telefonemas, com aquele cumprimento falido de boas festas. Outros nem isso irão, porque também são igualmente hipócritas e falidos em decência. E por serem ínfimos, desejo apenas que o dia de Natal lhes traga consciência e verdade. Duvido que melhorem. Desejo apenas que não piorem e continuem sua trajetória infeliz no mundo, com a alma escura e sua rapina espiritual na felicidade alheia…

p.s.: sinceramente…, vão tomar no cú!

Saudosismo (12)

Posted in Atitude, Poesia, Saudosismo with tags , , on 22/12/2009 by Carlos Baltazar

Quando o assunto é Natal minha memória saudosista não vai além de algumas poucas lembranças. Tínhamos costume de lá pelo mês de agosto comprar um porco, cabrito ou peru vivos, e criá-los no quintal de casa, engordando o bicho até o Natal. Para mim aqueles nunca eram animais, mas amigos que eu ganhara. Eu lhes dava comida, água, e tudo era uma descoberta. No fim aqueles sujeitos já tinham um nome e viravam grandes companheiros. Ocorre que uns três dias antes do Natal a sua hora chegava e eles tinham que servir ao propósito a que vieram: servir de almoço de Natal para nós. Normalmente meu pai é que fazia às vezes de carrasco, auxiliado por tios e amigos. Eu, bem, eu saia correndo para bem longe tentando não ouvir grunhidos, berros ou qualquer outro barulho relacionado com meus amigos. No fim, depois de tudo ficava um vazio, um silêncio de algo que já não havia. Lembro-me de cada um dos meus antigos amigos.

p.s.: depois de um tempo fui me tornando “homem” e aprendi a calar os animais com as mesmas técnicas que meu pai usava…

São Paulo

Posted in Atualidades with tags on 07/12/2009 by Carlos Baltazar

Por absoluta falta de inspiração, já que hoje é segunda-feira, vou apenas e tão somente postar uma foto da nossa árvore de natal aqui em Sâo Paulo, no Parque do Ibirapuera. Ontem teve inauguração com presença de autoridades e muitas, muitas renas…

p.s.: o papai noel é deles mas o saco cheio é nosso!