Diboa, véi !

Passar o bastão significa entregar responsabilidade, acreditar que lá na frente iremos acrescentar, dar um passo adiante, conquistar um lugar melhor para outros que vierem depois. A história da humanidade está repleta dessas conquistas e descobertas. Pessoas de indiscutível notabilidade agregaram valor à raça humana que faz valer a nossa existência. Ao ver os jovens de hoje se desintegrarem no meio das drogas e da orgia do descaso aos valores humanos, começo a imaginar o futuro das várias tribos que se aglomeram nos centros urbanos e caipiras das cidades. As drogas, outrora uma forma de protestar contra o sistema, hoje é o meio mais rápido para a sua destruição física e mental. Algumas gerações estão sendo destruídas pela facilidade com que se consegue um pouco desse prazer efêmero. Muitas famílias estão sendo visceralmente destruídas pelo poder de sedução da promessa de uma vida cheia de prazer e sem responsabilidade pessoal e cidadã. Ouvi uma frase outro dia que me chamou a atenção e acredito seja interessante reproduzi-la aqui.

“Se a juventude não consegue e nem se importa em arrumar o próprio quarto (principalmente as meninas, porquinhas mesmo!), como pode querer tomar à frente e cuidar do mundo e de todos os seus problemas tão sérios?”

O descaso das gerações que estão chegando para consigo próprias é gritante. Também por isso a turma da política está fazendo e acontecendo do jeito que quer, sem dar satisfação à ninguém. Todo o “estupro” à Constituição Brasileira é parte desse plano maquiavélico de derrotar as pessoas de bem e seus valores morais e de família. E isso não é discurso moralista ou de direita, isso quer dizer VIDA. A esquerda possui seus métodos de disseminação dos ideais de controle social e desprezo à vida, já tentaram isso num passado recente, mas a contra-revolução de 64 acabou com isso. Agora voltaram à carga. Todos os alicerces da sociedade estão sendo avariados para que “eles” possam manipular e se eternizar no poder. Isso não é previsão de arauto da catástrofe humana, mas uma visão sociológica do que nos aguarda. Você se deu conta de que todas as instituições sociais estão sendo questionadas e denegridas? Você se deu conta de que há pouco tempo atrás tentou se implantar o racismo feroz e a luta de classes no Brasil e que a família e as religiões estão sendo atacadas de todas as formas, justamente por quem nunca as teve? Pense nisso na hora de votar também. É o seu futuro e de filhos que talvez você terá que está em jogo.  Os alicerces da sociedade estão recebendo golpes fatais, a ponto de pessoas sem formação humana ou intelectual darem conselhos e virarem manchete de comportamento. Traficantes, drogados, prostitutas, viados, ladrões, vagabundos de toda ordem, são o exemplo que nós temos a nos agredir. Além é claro dos pastores vigaristas e políticos sem nação, tipo Lulla da Silva e seus mensaleiros petralhas. Quando você estiver “limpo” dê uma pensada nisso. Vai valer a pena, senão nem um lugar decente para morrer você vai ter. Valeu, véi?

p.s.: Desculpem meus ligados leitores, mas além de estar de férias fiquei sem meu SPEEDY por NOVE DIAS seguidos. Telefônica FDP…

Anúncios

Frio No Dos Outros é Refresco

Estou aqui em Campos do Jordão num frio que Deus manda. Ainda bem que temos lareira, aquecedor elétrico, e colchão térmico, mesmo assim no centro de Capivari aonde vamos tomar um chocolate quente à tarde, faz um vento que levanta até chapéu peruano. Mulheres bonitas, gente bem vestida e quase nenhum petista, o que já é motivo de muita alegria. Uma procissão do Espírito Santo, ontem, interrompeu o trânsito da praça e das ruas próximas ao centro, mas as meninas de shortinho não estavam muito interessadas. De qualquer forma Campos é sempre uma delícia no inverno. É uma oportunidade de saborear um fondue, tomar um vinho mais encorpado e ir lá na salsicharia Harry Pisek degustar as salsichas mais saborosas do local. Falta um pouco de atenção da prefeitura com a estrutura da cidade, mas sempre vale vir a Campos do Jordão para sentir um pouco da europa no nosso dia-a-dia.

p.s.: ao andar pelo baden baden vi um sujeito lendo a folha com a seguinte manchete: PT interpela Serra na Justiça. Aconselho aos petralhas que não fiquem muito perto da justiça sob pena de serem pegos por todas as falcatruas de seu natimorto governo. Aliás, senhores petralhas, vão pentear dilma rousseff antes que eu me esqueça.

DiDilma Trapalhona

Tentar encaixar formas diferentes geralmente não funciona bem. Com pessoas é assim também. Essa moça que o molusco acéfalo está tentando nos impingir é uma clara prática do que a teoria nos ensina: não adianta tentar encaixar postura, caráter, conhecimento e capacidade numa pessoa que não possui atributos para receber. Não é uma questão gramatical ou de oportunidade, mas antes de ser ou não ser. Porque esse partido, monossílabo de representantes, por falta de quadros capazes, onde a maioria é analfabeta de condição, tenta incluir em seu velho e carcomido discurso uma senhora que o tempo esqueceu de esquecer. Relembra um discurso rasteiro sem propostas, típico de siglas de desgraçados, perseguidos para sempre pelo fantasma da ditadura, que lhes foi tão complacente se comparada a outras. DiDilma Trapalhona está numa roubada federal. Está mais perdida que a oposição nos tempos em que poderia ter feito justiça às mentiras do presidente e não o fez. O presidente do monossilábico PT trás de volta o ovo da serpente, tão temido por eles, tão usado em suas manobras e discursos fortuitos. É inacreditável que a massa iletrada ainda acredite numa só palavra dessa gente ruim. Não são brasileiros, não gostam de brasileiros, sonham com o poder absoluto, sem lei, nem justiça. Ditadores mendigos, analfabetos de razão, utópicos de doutrina, acostumados a restos querem agora todo o boi, o campo, as cidades, a mente dos dementes e dos covardes. Espero que a elite do Brasil, sempre tão canhestra e interesseira, se vire um pouco para o país, para não perder o que até hoje tentaram manter.

p.s.: uma sugestão para a DiDilma Trapalhona é que ao invés de aulas de mídia training para enganar aos incautos, um pouco de geografia, história, economia e gestão pública iriam muito bem…

Nextel

Alguém já teve a horrível e incômoda sensação de ter um sujeito chato, mal educado, com um assunto besta, próximo de você, falando nesse telefone/rádio com outro sujeito babaca, sem assunto, usando gíria de bandido analfabeto incomodando todos à sua volta? Eu já.

p.s.: a corriola petralha se esbalda hoje a tramar falcatruas em belos smartphones, outrora, antes dos ventos liberais soprados na telefonia em governos anteriores, esse era o modelo preferido entre os pobres petralhas.

Sabor Digital tocou antes da alvorada…

Em tempo, reproduzo aqui a fala do general Maynard Marques de Santa Rosa sobre a comissão da verdade proposta pelo ministro-guerrilheiro: os integrantes da comissão seriam os “mesmos fanáticos que, no passado recente, adotaram o terrorismo, o sequestro de inocentes e o assalto a bancos como meio de combate ao regime, para alcançar o poder”. Continua, “confiar a fanáticos a busca da verdade é o mesmo que entregar o galinheiro aos cuidados da raposa. A história da inquisição espanhola espelha o perigo do poder concedido a fanáticos. Quando os sicários de Tomás de Torquemada [1420-1498] viram-se livres para investigar a vida alheia, a sanha persecutória conseguiu flagelar 30 mil vítimas por ano”.

p.s.: ilustre general, por acaso a caserna acreditou mesmo que os petralhas eram brasileiros de verdade? Pois lhe afirmo categoricamente que não o são. Seu campo de batalha continua em aparelhos e na clandestinidade, somente que agora são pagos com dinheiro público, nosso dinheiro, entregue à MST’s, ONG’s de fachada, centrais sindicais corruptas, institutos de mentira, associações criminosas e tantos mais. Olho aberto, é preciso estar alerta sempre.

LAROIÊ EXÚ!

A ministra Dilma Rousseff prometeu e não cumpriu legalizar os terreiros de Umbanda e Candomblé, com medo de melindrar a Igreja Católica e os evangélicos. Reunidos no Salão Negro do Ministério da Justiça, os representantes da Umbanda e do Candomblé, as Mães e Pais de Santo ficaram, eu diria, bem desapontados. Se eu fosse a Dilma ficava com as barbas “dela” (sic) de molho, porque seu nome já esta na encruzilhada…

p.s.: o que as pessoas ainda não entenderam é que não dá para confiar numa só palavra dos petralhas. São falsos, mentirosos, arrogantes, ignorantes e costumam iludir os incautos com suas promessas de paraíso, mas depois lhes apresenta a conta do inferno.

Cotas Já !

Já que os guerrilheiros do governo estão tão afoitos em estabelecer cotas para tudo, principalmente para a maioria deles, que ninguém é bobo nem nada. Além é claro das falcatruas das indenizações, de tantos senhores como ziraldo, cony, jaguar, zé genoíno e outros, que não seriam nada se não fosse sua “destemida cota” de oposição aos militares e que hoje lhes rende polpudas cota-quantias. Mas isso é outro assunto. Que tal se a gente estabelecer uma cota, isso, uma cota para pessoas honestas no congresso e no governo? Funcionaria mais ou menos assim: pelo menos 30% dos deputados, senadores, ministros, governadores, prefeitos deveriam ser obrigatoriamente honestos. Se fosse pego em falcatrua xilindró sem desculpa. Entrou pela cota e pegou grana? Cadeia. Entrou pela cota e é mensaleiro? Cana. Desonesto só se não for pela cota. Acho que iria sobrar bastante dinheiro para investir em cotas de seriedade para valer.

p.s.: será que a cota de mentira deles ainda vai durar muito?